Cerveja presente na Pilsner Fest ganha medalha de ouro no Concurso Brasileiro de Cervejas 2022

Cerveja presente nas duas primeiras edições da Pilsner Fest Salvador, produzida pela cervejaria baiana Mindubier, a MinduPils foi eleita por 106 jurados, de mais de 21 países, medalha de ouro no Concurso Brasileiro de Cervejas, que ocorreu em Blumenau (SC) na última terça-feira, 8. Haviam mais de 3.600 inscritos na premiação.

A Mindubier recebeu o resultado como uma grata surpresa, sobretudo, por ser um produto recém lançado, produzido em sua nova fábrica, localizada no município de Lauro de Freitas (BA). “Foi uma surpresa muito agradável, ganhar uma medalha de ouro em um dos concursos mais importantes do mundo, isso prova a nossa credibilidade nas nossas receitas e processos. Essa premiação é uma confirmação impressionante de nossos padrões e alta qualidade que buscamos sempre”. Afirmou, Gustavo Martins, CEO da Mindubier e sommelier de cervejas.

A competição compreendeu cervejarias com produção própria, ciganas e de rótulos colaborativos, fabricadas no Brasil e registradas no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Com um total de 106 medalhas de ouro, 108 de prata e 118 de bronze, o evento alcançou um novo recorde histórico, agora também no número de premiados. Ao todo, mais de 3.600 rótulos participaram da competição.

No Concurso Brasileiro de Cervejas (CBC) foi Julgando aparência, espuma, cheiro, sabor e características de cada estilo, as análises foram realizadas premiando com 332 medalhas marcas e cervejarias de todo o Brasil, sendo a Mindubier a única representante do estado da Bahia a ser premiada no evento. “O time da MINDU está extremamente orgulhoso do prêmio, em tão pouco tempo de fabrica própria, receber medalha de ouro em um concurso de relevância internacional é bastante gratificante.” relata André Mendonça, CEO da Mindubier, e diretor de marketing da empresa.

A MinduPils veio para quebrar estereótipos e convidar o grande público a conhecer uma verdadeira representante do estilo German Pilsen. Inspirada nas Kellerpils da nova geração de cervejas artesanais da Alemanha, a bebida não tem nenhum processo de filtragem, nem pasteurização, o que mantém o frescor original do estilo. Além disso, a marca baiana fez adições extras de lúpulos nobres ao aroma.

Mindupils

Estilo: German Pils.
Teor alcoólico: 4,7% vol.
Amargor: Médio-baixo (20 IBU).
Volume: 500mL.
Lote: 01.
Vencimento: 02/2023.
Ingredientes: Água, malte de cevada, lúpulo e levedura.
Alérgicos: Contém derivados de cevada. Pode conter derivados de aveia, trigo e centeio.
Contém glúten.

DCIM100MEDIADJI_0540.JPG

Vem aí a 3ª Edição do Pilsner Fest Salvador, com muita música e mais de 20 rótulos de cervejas artesanais baianas

Se você é fã de cerveja, comida de rua e música boa, temos novidades chegando! No próximo dia 02 de abril, a partir das 17h, na área verde da AABB, em Piatã, será realizada a 3ª edição do Pilsner Fest, festival de cervejas artesanais, rock and roll e boa gastronomia. O evento que foi um sucesso nas suas duas primeiras edições terá neste lançamento sucessos da banda Queen, Pink Floyd e Gambiarras Rock e DJ Papau, promovendo uma experiência única com muito alto astral para um público especial.

O festival conta com palco principal, área de alimentação, estacionamento, tonéis e área para descanso, além da participação das 05 melhores cervejarias artesanais baianas em tendas individuais, com os próprios mestres cervejeiros atendendo o público, são elas: 2 de Julho, Proa, Híbrida, MinduBier e, a novidade diretamente de Luiz Eduardo Magalhães, Cervejaria Rodada. Tudo isso em uma ampla área verde da AABB, cercada por árvores, arejada e sem risco de aglomerações.

Além das bebidas, o Pilsner Fest também oferece uma gastronomia de dar água na boca, dessa vez com uma diversidade que vai desde os camarões empanados com panko aos apetitosos burguers gourmet. Para atender bem ao público, foram convidadas empresas com larga experiência em eventos, como a hamburgueria Tá Rebocado, Espetinhos do Vini e Seu Camarão.

E para quem pensa que as atrações acabaram por aí, está muito enganado, a parte musical fica por conta das bandas Heyou, cover do Pink Floyd, Monarka, cover do Queen, Gambiarras Rock, com um repertório que reúne clássicos do pop rock nacional e internacional e Dj Papau.

Sucesso na edição de lançamento!

O Pilsner Fest é uma produção local que já faz parte do calendário da cidade, promovendo uma experiência que une a boa gastronomia à música e aos encontros reais. Nas duas primeiras edições o festival reuniu mais de 2.000 pessoas que juntas conheceram e consumiram mais de 2.500 litros de cervejas artesanais produzidas na Bahia.

“Existem centenas de festivais espalhados pelo mundo, eles possuem propostas diferentes, porém, todos têm algo em comum, difundir cada vez mais a cultura da cerveja artesanal. O nosso festival foi idealizado para um público maduro, exigente e que via em Salvador uma capital sem opções que reunisse cerveja artesanal, gastronomia e um som bacana, que revivesse os grandes sucessos do rock das antigas. As duas primeiras edições foram um sucesso e tivemos a presença de um bom público e esperamos que o Pilsner Fest, se torne um evento cativo no entretenimento baiano”, afirma Allessandro Canella, promoter e idealizador do evento.

Protocolo de Higienização
Com o objetivo de promover encontros marcantes de forma segura, o Pilsner Fest está seguindo todas as medidas determinadas pelo Governo do Estado. Vale ressaltar também que o protocolo contra a Covid-19 segue mantido, além da obrigatoriedade da apresentação do cartão de vacinação, na entrada do evento.

O evento conta com realização de Annibal Bittencourt – 30 Segundos Bar, Eduardo Gusmão – Cadu Produções, Allessandro Canella – BeeWeb Agência Digital.

Serviço:
Pilsner Fest Salvador
Data: 02 de Abril
Local: AABB – Rua Dep. Paulo Jackson, 869 – Piatã
Horário: a partir das 17h
Ingressos: Sympla, Ticket Maker e fisicamente nas lojas Chop Shop, Cerveja Salvador, Bahia Malte e Vitrine da Cerveja

_________________________
Fotos para Imprensa
https://drive.google.com/drive/folders/1wBk51w03qZAqyxjWoQbW-lqkcS17q27c?usp=sharing

Link para press release atualizado:
https://docs.google.com/document/d/e/2PACX-1vSlf-TyDFhye3hxJrYbauaA5ipHTNHyi7Z4ZCZTrB4ENC4uPWy4kE03sccFjwZkYYBPoZ4p9puWbPOA/pub

O que se comemora no St. Patrick’s Day?

Dia 17 de março foi escolhido como St. Patrick’s Day por ser a data de morte do santo patrono da Irlanda. Os irlandeses também aproveitam a ocasião para celebrar toda a cultura e crendices locais.

Diversos países celebram a data, especialmente aqueles que têm histórico de imigração irlandesa. Na Irlanda, o feriado conta com muita festa de rua e desfiles de música tradicional. As pessoas aproveitam o feriado para beber muita green beer — ou cerveja verde, cor símbolo das comemorações.

Outros locais que também fazem festividades são os Estados Unidos, Canadá, Inglaterra, Alemanha, Argentina e Brasil. Em Salvador, na Bahia, acontecem diversas festas privadas em espaços de eventos e pubs de cervejas artesanais, como Chopp Shop, Vitrine da Cerveja, Cerveja Salvador e Bar da Proa.

Símbolos da celebração

Entre os principais símbolos do St. Patrick’s Day, estão o trevo de três folhas, o duende e a cruz celta. Entenda melhor sobre eles a seguir.

Shamrock (Trevo)

Acredita-se que St. Patrick usava o trevo como símbolo para representar a santíssima trindade e pregá-la aos pagãos celtas. A planta também era considerada sagrada na Irlanda Antiga, pois indicava o início da primavera.

Durante o século XVI, enquanto os ingleses confiscavam terras irlandesas e desenvolviam leis contra o idioma e a prática do Catolicismo, o trevo tornou-se símbolo do nacionalismo irlandês emergente.

Leprechaun (Duende)

Provavelmente, essa representação veio do folclore celta, que era cheio de fadas, duendes e mulheres que podiam usar seus poderes para o bem ou para o mal. Nesse caso, leprechauns eram almas excêntricas que consertavam os sapatos das fadas.

Esse símbolo começou a ser usado depois que a Walt Disney Pictures lançou um filme, em 1959, com um duende alegre e simpático, chamado Darby O’Gill & the Little People (A Lenda dos Anões Mágicos).

Celtic Cross (Cruz Celta)

Com o objetivo de completar a sua missão e converter celtas irlandeses em cristãos, acredita-se que São Patrício tenha unido a cruz cristã com a cruz solar (forte símbolo irlandês). Assim, ele criou a Cruz Celta, que foi incorporada como um dos principais símbolos da festa.

Quais são as melhores cervejas baianas para comemorar a data?

O St. Patrick’s Day é celebrado com muita música, bebidas, comidas, desfiles e diversão. Para entrar ainda mais no clima, os donos dos pubs irlandeses costumam tingir as cervejas — que não podem faltar! — com corante verde.

Confira as melhores cervejas artesanais baianas que preparamos para você deixar as comemorações por aqui ainda mais animadas!

MinduPils – Vencedora da melhor pilsen Brasileira em 2022

A MinduPils é a releitura da Pilsen pela MinduBier, estilo mais consumido no mundo. Inspirada nas Kellerpils da nova geração de cervejas artesanais da Alemanha, a cerveja não passa por nenhum processo de filtragem nem pasteurização, mantendo o frescor que o estilo pede, além de intensificada pelas adições extras de lúpulos nobres de aroma.

Híbrida Session IPA

Uma IPA conceitualmente leve, com a cara da Bahia.

Rodada Pilsen

Cerveja Pilsen de receita alemã com tempero baiano.

Proa Carrie Nation

Estilo American India Pale Ale com características marcantes dos lúpulos americanos, aromas e sabores cítricos se unem ao amargor assertivo equilibrando-se com a carga de maltes utilizada. Cerveja viva e lupulada para ser consumida fresca.

SushIPA 2 de Julho

Lançamento da Cervejaria 2 de Julho, a ShushIPA é uma IPA super seca com os ingredientes do shushi, com nori, arroz e lúpulo japonês.